SURPRESA SABOROSA NA ZONA RURAL DE VIÇOSA

Numa quarta-feira pela manhã, Seu Elias liga o laptop para ver as últimas novidades da gastronomia mundial, enquanto ouve a narração em inglês do campeonato mundial de snooker, sua segunda paixão depois da culinária.

Funcionário público aposentado, o viçosense Elias Vilela Vasconcelos começou a cozinhar há 50 anos, quando fez um curso de culinária ministrado pela irmã. E foi no dia 03 de outubro de 1963 que o chef cozinhou seu primeiro prato, um pirão de cozido. “Não saiu a contento, mas não era de se jogar fora”, brinca Elias.

Nos anos 80, morando no Rio Grande do Sul após uma dura batalha contra o alcoolismo, os cursos de culinária se intensificaram na rotina de Elias, que começou a se interessar de verdade pela cozinha.

“A gastronomia foi um escape do alcoolismo. A partir daí, comecei a cozinhar com mais precisão”, afirma.

Foi somente há quatro anos, por sugestão de um primo, que Elias abriu as portas do Trapiá, um aconchegante restaurante localizado num rancho no povoado de Tangil, na zona rural de Viçosa. Os assados são a especialidade da casa, que não possui cardápio. A costela de porco com redução de balsâmico e rapadura é uma das mais pedidas. A salada de entrada também é muito elogiada pelos clientes. O segredo? A escolha dos ingredientes.

No Trapiá, além de matérias-primas produzidas na região e hortaliças plantadas no próprio rancho, a Picanha vem da Patagônia e o pernil do Uruguai. “Uma matéria-prima de qualidade, em qualquer lugar do mundo, é responsável pelo sucesso de um prato”, diz Elias que, para comprovar, exibe um vídeo do chef francês Eric Jacquin, uma de suas referências no mundo da gastronomia.

A cozinha do restaurante é equipada com um forno a lenha, importado de Santa Catarina. Nele, o chef prepara a famosa janela, parte da costela do boi, que leva cerca de 12 horas para ficar pronta.  As sobremesas também não ficam atrás. O pudim de coco com chocolate é uma receita especial que levou seis meses para chegar ao ponto.

Para experimentar as delícias do chef Elias, é preciso ligar com um dia de antecedência, se informar sobre as opções e escolher um prato.

Texto: Cecília Tavares

Serviços:

Restaurante Trapiá – Povoado de Tangil, Zona Rural de Viçosa s/n

99625-4848 | 3283-1123